Crítica do Filme A bela e a fera 2017
Filmes

A Bela e a Fera – Crítica

24 de Fevereiro de 2018

 

Poster do filme A Bela e a Fera 2017

 

Moradora de uma pequena aldeia francesa, Bela (Emma Watson) tem o pai capturado pela Fera (Dan Stevens) e decide entregar sua vida ao estranho ser em troca da liberdade dele. No castelo, ela conhece objetos mágicos e descobre que a Fera é, na verdade, um príncipe que precisa de amor para voltar à forma humana.

 

 

Título: A Bela e a Fera (Beauty and the Beast)

Diretor: Bill Condon

Ano: 2017

País: EUA

Olá! Mais um post do nosso Desafio Oscar 2018 – Fevereiro. Esta é a última crítica cinematográfica deste mês. Confere lá os filmes que já passaram por aqui.

Para começar, gostaria de dizer que A Bela e a Fera é uma de minhas histórias favoritas. Acho que qualquer menina viciada em livros e apaixonada por aventuras se viu na personagem de Belle.

Bela na biblioteca

A Bela e a Fera (2017) é uma versão live action do longa de animação feito pela Disney em 1991. O filme conta com todos os personagens originais e até mesmo a trilha sonora maravilhosa de Alan Menken que embalou infâncias e ganhou o Oscar em 1992.

Quando ouvi falar de uma versão live action do filme, minha reação foi: “Pra quê?”. O original é tão lindo e completo. Não achei necessário que houvesse uma versão exatamente igual, porém live action.

Quando a última pétala cair

Após assistir, continuo achando a versão desnecessária, mas não tem como falar mal do filme. A Disney segue se superando. A escolha do elenco foi ótima. Ninguém além da nossa querida Emma Watson poderia fazer o papel de Belle.

Bela lendo

A Bela e a Fera ainda tocou em um ponto que a animação sempre deixou em aberto (acredito que por causa da época em que foi lançada), que é o amor platônico que Lefou sente por Gaston. Para mim isso sempre foi algo óbvio. A Disney decidiu optar por deixar bem claro no filme que não era apenas um “bromance”, mas sim um sentimento verdadeiro não correspondido. Eu achei o máximo a Disney botar a cara a tapa e fiquei muito triste ao ver que muitas pessoas criticaram o filme por causa disso.

Lefou e gaston

O filme ainda se aprofunda na história, revelando mais sobre Adam (o príncipe) e como ele se tornou alguém tão egoísta. (O nome do príncipe não é citado no filme, mas aparece na história francesa original). Também vemos diversas músicas novas, além das que já conhecemos. Para mim foi impossível não cantar junto “Belle” e “Beauty and the Beast”.

Bela e fera dançando

E vocês, já assistiram? Comenta aqui.

Beijos!!

Comentários

comentários

Only registered users can comment.

  1. Oi
    eu também gosto da história e curti o filme, que bom que gostou e que live action é uma forma da empresa ganhar dinheiro e tirar uma história conhecida do papel.

    momentocrivelli.blogspot.com

  2. Oi, Annie!

    Eu gosto de contos de fada, mas confesso que não sou completamente apaixonada, e Bela e a fera acabou não me conquistando, muito pelas atuações. Adoro a Emma, mas as vezes acho que faltou expressão nela, faltou um amor convincente neles, sei lá 🙁 mas isso sou eu né, e fico feliz por você ter apreciado o longa!!

    xx Carol
    Vai rolar Booktour do meu livro O Poder da Vingança, vem participar!
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    1. Oi Carol!
      Eu gostei muito mesmo. Uma pena você não ter gostado.
      Sobre o amor deles, eu sempre tive para mim que a Belle não se apaixona pela Beast.
      Eles criam uma cumplicidade pela convivência e se apaixonam bem mais tarde.
      Minha teoria é que a Belle desenvolve um amor de cuidado pela Beast, um amor verdadeiro. Após a Beast se revelar como um humano a Belle o vê como algo mais romântico.
      (Pelo menos é meu ponto de vista…)
      Obrigada por comentar!
      Beijos!!!

  3. Eu já assisti e amei, porque amo a história. Não achei o filme desnecessário pois foi um grande prazer assisti-lo, ainda mais que sou fã dos atores. Vi a versão legendada, mas quero ver a verão dublada também. Também não critico o amor platônico que Lefou sente por Gaston, achei bem legal a Disney retrata-lo aqui.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir

    1. Oi Gisela,
      Acho que posso contar nos dedos as versões dubladas que já assisti. Não faço ideia de como seria uma versão dublada de A Bela e a Fera, principalmente as músicas que são super lindas no original.
      Que bom que gostou do filme!! Digo desnecessário porque o desenho já é super completo e para mim bastava ele. Eles poderiam fazer novas histórias em live action ao invés de apenas transformar as antigas.
      Beijos!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *