Cada Vez - Resenha do livro um dia de cada vez
Resenhas

Um dia de cada vez – Courtney C. Stevens [Resenha]

10 de Abril de 2018

Sinopse: Alexi Littrell era uma adolescente normal até que, em uma noite de verão, sua vida é devastada. Envergonhada, a menina começa a se arranhar e a contar compulsivamente em uma tentativa de fazer a dor física se sobrepor ao sofrimento que passou a esconder de todos. Ela só consegue sobreviver ao terceiro ano do ensino médio graças às letras de música que um desconhecido escreve em sua carteira. As canções parecem adivinhar o que o coração de Alexi está sentindo.
Bodee Lennox nunca foi um adolescente normal, mas agora é o menino que teve a mãe assassinada pelo pai. Em seguida, ele vai morar com os Littrell, e Alexi acaba descobrindo que o Garoto Ki-Suco, o quieto e desajeitado menino de cabelos coloridos, pode ser um ótimo amigo.

Cada vez - Capa do livro

 

Título: Um Dia de cada vez (Faking Normal)

Autor: Courtney C. Stevens

Editora: Suma de Letras

Páginas: 231

Adicione no Skoob

Cada vez mais impactante

Se tem uma palavra para descrever Um Dia de cada vez é: Lindo. Um dia de cada vez é um livro extremamente tocante. Você se sente amigo dos personagens e se envolve totalmente ao longo da história. Que conta com alguns temas pesados, mas que são tratados de uma maneira leve e cuidadosa.

A história é contada em primeira pessoa por Alexi. Uma garota com um grande e profundo segredo tentando lidar com tudo que aconteceu em sua vida no último verão. O livro começa durante o enterro da mãe de Bodee, um garoto calado com cabelos coloridos que Alexi não conhece além da sala de aula. A mãe de Bodee foi morta pelo pai e, por não ter com quem ficar além do irmão, Bodee acaba passando um tempo na casa de Alexi.

Vestido preto de funeral. Sapatos pretos de salto alto. Faixa preta no cabelo. A morte tem seu estilo. Fico feliz por não ter que usá-lo com muita frequência.

 

Um dia de cada vez é um livro muito emocional, o qual não tenho palavras para descrever o quanto gostei. A escrita da autora é simples e fluida, o que me fez devorar o livro em poucos dias. O livro trata sobre amizade de verdade, simples assim. Além de falar sobre apoio, traumas e superação.

É engraçado como as coisas que você não gosta são as coisas que você sente falta quando somem.

 

Compreensão

Cada Vez

A medida que a amizade de Alexi e Bodee, que antes era apenas o Garoto Ki-suco por causa de seus cabelos coloridos, vai crescendo ele se torna seu porto seguro. Alguém tão danificado quanto ela e com traumas a superar que promete protegê-la de todos que tentarem machucá-la, mesmo se for ela mesma.

– Você não olhava muito para mim antes de minha mãe morrer. – Ele suspira.
– Sinto muito – A verdade dessa declaração dói, mas ele balança a cabeça como se não fosse nada de mais.

 

Me senti muito próxima de todos os personagens. Às vezes eu só queria atravessar as páginas para abraçá-los bem forte. Às vezes também para abrir os olhos de Alexi e tentar ajudá-la com seus demônios. Bodee faz muito bem esse papel, se transformando em um personagem apaixonante.

Seja o chão duro e um saco de dormir ou um closet e unhas que arranham, as coisas conhecidas nos acalmam como um milk-shake deslizando pela garganta irritada.

 

Estou curtindo muito ler livros assim ultimamente. Que tratam de problemas verdadeiros e temas fortes. Principalmente quando são tratados de uma maneira tão simples que nos aproxima totalmente dos personagens e nós tocam com a história. Com certeza lerei mais livros da autora.

Espero que tenham gostado da resenha. Não esqueçam de comentar.

Beijos!!!

Comentários

comentários

Only registered users can comment.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *