Jogos vorazes - resenha
Resenhas

Jogos Vorazes – Suzanne Collins [Resenha]

23 de abril de 2018

Jogos vorazes - resenha

Jogos Vorazes

Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela capital. Uma das formas com que demonstra seu poder sobre o resto do carente país é com os Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte!

jogos vorazes - capa do livro

Título: Jogos Vorazes (Hunger Games)

Autor: Suzanne Collins

Editora: Rocco

Gênero: Distopia, Young Adult

Páginas: 400

Adicione no Skoob

Que os Jogos comecem

Jogos vorazes

A saga Jogos Vorazes foi uma de minhas leituras favoritas da vida e, portanto, não podia faltar no blog. É um livro muito inteligente. Infelizmente, não gostei muito da versão traduzida, pois acho que alguns termos não ficaram bem traduzidos.

Katniss Everdeen é uma garota inteligente de 17 anos que, após a morte de seu pai, cuida de sua mãe e irmã do melhor modo possível. Como vivem no distrito mais longínquo, não recebem muita atenção da Capital, que é responsável pelo abastecimento dos distritos. Pessoalmente, gosto muito de personagens fortes. Katniss não é uma garotinha sensível e sonhadora, ela é madura e disposta a tudo para proteger àqueles que ama.

Uma vez por ano meninos e meninas de doze a dezoito anos devem inscreverem-se para os Jogos vorazes. No dia da chamada “Colheita” Katniss e sua irmã de doze anos Prim estão com seus nomes inscritos e aguardam o sorteio. Quando o nome de Prim é escolhido, Katniss voluntaria-se para ir aos Jogos em seu lugar. Este sacrifício de Katniss é um dos pontos fortes do livro e mostra como ela está disposta a proteger e sacrificar-se por sua irmã.

A Sorte está ao seu favor?

Jogos vorazes

A narração do livro é feita em primeira pessoa e isso nos aproxima muito da personagem principal. Portanto, conhecemos todos os medos de Katniss. Já falei aqui o quanto gosto de livros assim. Naturalmente, os jogos é a melhor parte do livro e é impossível respirar enquanto Katniss passa dias e noites sempre atenta ao perigo da proximidade de outros tributos.

Conforme vamos nos envolvendo com todos os personagens, é impossível não tornar nossos os problemas de Katniss. Afinal, ela é uma personagem apaixonante, real e extraordinária. Além disso, o livro nos trás diversas reflexões sobre como seria viver em um mundo de escasses. Onde somos forçados a baixar a cabeça para um governo opressor. Assim como outras distopias, nos faz questionar se nosso mundo poderia chegar a isso algum dia.

Como disse antes, não fiquei 100% satisfeita com a tradução, mas a história é fascinante. E vocês, Já leram?

Comentários

comentários

Only registered users can comment.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *