Resenhas

Perdão, Leonard Peacock – Matthew Quick [Resenha]

8 de março de 2018

Hoje é o aniversário de Leonard Peacock. Também é o dia em que ele saiu de casa com uma arma na mochila. Porque é hoje que ele vai matar o ex-melhor amigo e depois se suicidar com a P-38 que foi do avô, a pistola do Reich. Mas antes ele quer encontrar e se despedir das quatro pessoas mais importantes de sua vida: Walt, o vizinho obcecado por filmes de Humphrey Bogart; Baback, que estuda na mesma escola que ele e é um virtuose do violino; Lauren, a garota cristã de quem ele gosta, e Herr Silverman, o professor que está agora ensinando à turma sobre o Holocausto. Encontro após encontro, conversando com cada uma dessas pessoas, o jovem ao poucos revela seus segredos, mas o relógio não para: até o fim do dia Leonard estará morto.

Título: Perdão, Leonard Peacock (Forgive-me, Leonard Peacock)

Autor: Matthew Quick

Editora: Intrínseca

Páginas: 224

Adicione no Skoob

Perdão, Leonard Peacock é o segundo livro que já li de Matthew Quick. Novamente, o autor conseguiu passar totalmente as emoções do personagem para o leitor. Narrado em primeira pessoa por Leonard Peacock, o livro nos transmite detalhadamente as inseguranças e pensamentos do personagem.

Leonard é um adoescente que não se encaixa em sua escola. Ele é tido como um garoto estranho. Filho de pais ausentes, ele se vira sozinho em Nova Jersey. Há apenas quatro pessoas que ele considera como amigas: Walt, seu vizinho idoso; Baback, um menino Afegão que toca violino; Lauren, uma menina cristã que ele conheceu na estação de trem, e Her Silverman, seu professor.

Logo no início descobrimos seus planos para o dia de hoje. Ele irá se despedir com um presente para cada amigo, matar o seu ex-melhor amigo e se suicidar. Isso já é o suficiente para deixar qualquer um curioso. Afinal, o que aconteceu para levá-lo a isso?

É à essa pergunta que o livro responde. Nele, acompanhamos Leonard pelos acontecimentos que o levaram a esse dia. É impossível não simpatizar com o personagem. Ele é um garoto inteligente que pensa por si só e não entende como as pessoas podem se limitar a pensamentos apenas para agradar os outros. Por que alguém faria algo que não gosta apenas porque têm que fazer?

Ao longo do livro, você vai se apegando cada vez mais a Leonard e entendendo seu ponto de vista. A escrita de Matthew é fluída e sua habilidade de escrever em primeira pessoa é incrível. O personagem “cospe” pensamentos e mantém o leitor preso do início ao fim. É uma leitura que poderia facilmente ser dada em um dia.

E vocês, já leram?

Lembrando que hoje é último dia para se inscrever no sorteio que está rolando aqui no blog valendo dois livros. Perdão, Leonard Peacock e O Lado bom da vida. Clique na imagem para ver o post do sorteio!

Comentários

comentários

Only registered users can comment.

  1. Eu comprei esse livro e paguei 5 reais.
    Mas acredita que ainda não li?
    Na verdade, não li nenhum do autor, enquanto você já leu 2 hahaha.
    Fiquei bem curiosa desde sempre para conferir essa obra, mas foi a sua resenha que me instigou a ler o quanto antes.
    Eu gosto de livros que nos ensinam coisas e que nos fazem refletir.

    Tenha uma ótima semana.

    Beijos,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *