Resenha do livro cartas de amor aos mortos da autora Ava Dellaira
Resenhas

[Resenha] Cartas de amor aos mortos – Ava Dellaira

9 de Fevereiro de 2018

Capa do livro Cartas de Amor aos Mortos da autora Ava Dellaira

Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: Um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era – encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um – é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.

Título: Cartas de amor aos mortos (Love letters to the dead)

Autor: Ava Dellaira

Editora: Seguinte

Páginas: 344

Adicione no Skoob

Cartas de amor aos mortos é um livro que me mudou, mudou meu modo de ver a vida e a morte. É um livro extremamente tocante e sensível, que trata de assuntos pesados.

Eu já tinha ouvido falar muito sobre o livro, li muitas resenhas falando coisas ótimas sobre a autora e estava querendo lê-lo há muito tempo. A capa da editora seguinte chama muita atenção e, de certa forma, descreve bem o que podemos esperar do livro. Esse livro não é feliz e bonitinho, é dramático, intrigante e vai mexer com muitos sentimentos.

Laurel é nossa personagem principal. É uma menina jovem e confusa. Sua irmã mais velha morreu quando caiu de uma ponte há um ano e Laurel decide trocar para uma escola onde as pessoas não a olhem com pena ou fiquem lembrando-a do que aconteceu.

“Quanto mais você ama alguma coisa, mais difícil é perde-la.”

 

Lá ela recebe a tarefa de escrever uma carta para alguém que já morreu, logo ela decide escrever para diversos de seus ídolos, mas as cartas tornam-se pessoais demais para serem entregues e é através delas que conhecemos sua história.

O livro é inteiramente contado através das cartas, nelas Laurel nos conta o que está acontecendo em sua vida, sobre seus amigos e sobre seus sentimentos em relação a May, sua irmã. A autora faz um ótimo paralelo entre as vidas conturbadas e mortes de algumas das celebridades a quem Laurel escreve, aproveitando para tocar em assuntos delicados como Drogas, Sexo, Homosexualidade, Abuso Sexual e Suicídio.

“Percebi que existe uma razão para Kristen, Tristan, Natalie, Hannah e eu estarmos juntos ali – somos todos estranhos de um jeito diferente, e isso é normal.”

 

Não pude deixar de refletir muito durante essa leitura. Foi um livro que abriu meus olhos para diversos problemas que enfrentamos ou podemos vir a enfrentar em nossa vida. É um livro que recomendo a todos que leiam em algum momento de suas vidas.
Beijos!!! Não deixem de comentar!

Comentários

comentários

Only registered users can comment.

    1. Oi Carol!
      Realmente esse livro abre muito os nossos olhos. Ele tem uma personagem maravilhosa que te prende até o fim e você fica totalmente ligado à ela.
      Espero que você leia. Depois me diz o que achou.
      Obrigada por comentar! Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *