o silêncio das asas do autor Ton Adalelê - Resenha
Resenhas

O Silêncio das asas – Ton Adalelê [Resenha]

26 de Março de 2018

Capa do livro o silêncio das asas do autor Ton AdalelêDuck Johnson possui duas importantes características: é um bom amigo e desenha bem. Não mencionarei aqui nada sobre sua corcunda ou a respeito de sua fácil forma de transpirar… Não mesmo. O garoto de cabelo ouriçado é relutante em levar chateações escolares para casa, ele prefere as jogar no mar que encontra no retorno. Aquele mesmo mar e a floresta do percurso estão carregados de mistérios.
Ele ouve os sussurros noturnos e numa tranquila manhã, após a mudança para a chácara dos avós, Duck descobre segredos que o farão repensar em uma melhor forma de viver. Mas e como ficam seus avós e a resistente amizade com Enzo? E os planos de ser um desenhista famoso junto ao amigo, e as viagens tão esperadas? Essas perguntas e outras mais ele precisará responde sozinho, enquanto uma distinta flor clareia sua janela a noite inteira.

Título: O Silêncio das Asas ( Livro Nacional)

Autor: Ton Adalelê

Editora: Livro Independente

Páginas: 60

Adicione no Skoob

O Silêncio das Asas é bem curtinho e é uma leitura rápida. Bem, deveria ser, mas não é. A história é muito confusa e enrolada. Acredito que precisávamos de pelo menos mais umas 100 páginas para que o autor pudesse desenvolvê-la com mais maturidade. Ao que parece, o livro tem intenção de ser uma trilogia e acredito que o autor tenha se precipitado nisso. O livro ficou curto e faltando muitas explicações apenas para poder continuar no próximo.

Talvez, se tivesse escrito tudo de uma vez e feito um livro de 300 páginas o conteúdo não tivesse ficado tão comprimido. Eu acho que a história tinha tudo para ser boa, mas decepcionou e eu não tenho a intenção de ler um segundo livro.

Outro ponto negativo é que a história se passa em Campinas, mas todos os personagens tem nomes americanos ou muito diferentes. Isso acabou com a credibilidade da história se passar no Brasil. Talvez o autor já estivesse visando fama internacional e a tradução de seu livro para inglês. Porém, acho que isso não justifica, pois grandes autores que escrevem em Português como Paulo Coelho, Fernando Pessoa, Machado de Assis, tiveram suas obras traduzidas e com nomes bem originais do local onde suas histórias se passam.

Em o Silêncio das Asas, acompanhamos a história de Duck Johnson. Um menino diferente e que sofre muito com as chacotas dos colegas de escola por causa de sua corcunda e aparência. Ele vive com seu pai Roger e seu irmão Alef, em Campinas no Rio Grande do Norte. Sua mãe morreu no parto e seu pai não fala muito nela. Tudo que ele sabe é de seu túmulo na floresta.

Lá ele descobre uma planta crescendo, arranca uma pétala e a guarda para lembrar de sua mãe. Até que um dia, quando ele está próximo ao mar, a pétala o envolve e o carrega para outra dimensão. Uma dimensão onde sua corcunda não é nada menos que asas, e onde ele descobre sobre seu passado.

Como eu disse, a história parece ter potencial. Entretanto, o autor nos atropela com tanta informação sobre dimensões paralelas, seres fantásticos e não explica muito sobre tudo isso. O que torna a história muito confusa e a escrita um pouco imatura.

Notei também alguns erros imperdoáveis de português, foram poucos, mas estão lá.

Resumindo: Uma estrela para o livro no skoob e só não abandonei porque eram pouquinhas páginas mesmo. :/

E vocês, já leram? Beijos!!

Comentários

comentários

Only registered users can comment.

  1. Acho que nesse caso é um pouco de imaturidade ainda.
    Os autores quando iniciam, acredito, têm certa dificuldade de construir a história ou até mesmo ligar o nome dos personagens ao local. Como nesse caso, por exemplo.
    Fica difícil acreditar que a história se passa em Campinas, mas com nomes americanos.
    E quanto ao tamanho, é bem difícil construir uma história em apenas 60 páginas.
    Acredito que isso seja uma ideia para ser ampliado e melhorado.

    Tenha um ótimo feriado.

    Abraços,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br/

    1. Oi Naty.
      Realmente me pareceu imaturidade do autor. A história não estava bem concretizada e ele ainda tentou lançar uma trilogia de cara.
      Um ótimo feriado para você também! Obrigada por comentar.
      Beijos!!

    1. Oi, Carol!
      Sabe, eu não tive vontade de procurar pelo segundo volume.
      Acho que o autor deveria ter escrito um livro só. Ainda mais se foi uma primeira publicação.
      Obrigada pelo comentário! Também acho importante ser sincera em uma resenha. Afinal, se o autor achar que está tudo 100% não vai tentar melhorar. A ideia não é apenas criticar, mas apontar melhorias que podem ser feitas.
      Que bom que gostou!!
      Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *