Última música- resenha
Resenhas

A Última música – Nicholas Sparks [Resenha]

19 de abril de 2018

Última música- resenha

A Última Música

Aos dezessete anos, Verônica Miller, ou simplesmente Ronnie, vê sua vida virada de cabeça para baixo, quando seus pais se divorciaram e seu pai decide ir morar na praia de Wrightsville, na Carolina do Norte. Três anos depois, ela continua magoada e distante dos pais, particularmente do pai. Entretanto, sua mãe decide que seria melhor para os filhos passarem as férias de verão com ele na Carolina do Norte.

O pai de Ronnie, ex-pianista, vive uma vida tranquila na cidade costeira, absorto na criação de uma obra de arte que será a peça central da igreja local. Ressentida e revoltada, Ronnie rejeita toda e qualquer tentativa de aproximação dele e ameaça voltar para Nova York antes do verão acabar. É quando Ronnie conhece Will, o garoto mais popular da cidade, e conforme vai baixando a guarda, começa a apaixonar-se profundamente por ele, abrindo-se para uma nova experiência que lhe proporcionará uma imensa felicidade – e dor – jamais sentida.

última música - capa do livroTítulo: A Última Música (The Last song)

Autor: Nicholas Sparks

Editora: Grand Central Publishing (Lido em Inglês)

Páginas: 400

Gênero: Romance, Drama

Adicione no Skoob

Começando com o pé esquerdo

Última música

Inicialmente, gostaria de dizer que este livro foi meu primeiro contato com o autor Nicholas Sparks. Nunca havia lido nenhum livro dele. Pessoalmente, tive diversas experiências com o livro, algumas negativas e outras mega positivas.

A princípio, comecei lendo a versão em eBook do livro em Português. Porém, me decepcionei muito com a tradução de Danilo Vilela Bandeira. Erros imperdoáveis de tradução. Como eu disse, eu li o livro digital, não sei se esses erros estão presentes na versão impressa. De qualquer modo, fui obrigada a abandonar o livro em português. Abandonei no capítulo 19, onde, se alguém quiser procurar, se encontra a maior concentração de erros. Como estava muito interessada na história, procurei o livro no idioma original.

Muito além de um romance

Última música

Ronnie é uma adolescente que nutre uma grande raiva por seu pai, Steve, por ele ter abandonado sua mãe, ela e seu irmão para seguir a carreira de pianista. Após três anos sem falar com ele, Ronnie é obrigada por sua mãe a ir visitá-lo e passar o verão em sua casa de Praia em Wrightsville.

Mesmo contrariada, Ronnie aceita. Então, ela e seu irmão viajam para Carolina do Norte. Ao chegar, Ronnie acredita que não há nada ali para ela, mas ela faz amigos e descobre uma nova paixão, além de conhecer melhor o homem de quem ela fugiu tanto nos últimos anos.

Às vezes é preciso se afastar das pessoas que você ama, mas isso não quer dizer que você os ama menos, às vezes, você os ama ainda mais… – Steve Miller

 

Apesar de todos considerarem A Última Música apenas como um romance, eu acredito que ele é muito mais. Ele não é um livro apenas sobre Ronnie e o amor de sua vida. Ele é um livro sobre fé, desafios, a busca por respostas em algo maior e acima de tudo amor, não apenas entre namorados, mas amor de um modo geral.

Esse livro me tocou profundamente, com certeza vou procurar mais livros do autor. Infelizmente tive essa experiência ruim com a tradução, mas foi o único livro em minha vida que senti isso tão evidente e percebi que algumas pessoas tiveram essa mesma experiências em alguns trechos. E vocês, já leram?

Não esqueçam de deixar um comentário sobre sua experiência também.

Beijos!!

Comentários

comentários

Only registered users can comment.

  1. Olá,
    Eu confesso que não leio muitos Nicholas Sparks, porque os enredos dele me irritam, sempre tem o mesmo formato dramático, PORÉM esse livro é um dos meus favoritos, porque mexeu MUITO comigo.
    Li um pouco antes de perder meu pai e ainda foi o último filme que assisti com ele, então imagina minha emoção ao ler algo relacionado ao enredo né?
    Uma lembrança bem dolorida, mas feliz.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    1. Oi Ale!
      Só imagino a carga emocional que deve ter tido pra você.
      Esse foi o único livro que li dele, mas autores que escrevem muitos livros geralmente acabam com muito do mesmo.
      Ainda quero ler outros livros dele futuramente.
      Beijos! Obrigada por comentar.

    1. Pois é, não sei se foi alguma edição que peguei. Li o livro em ebook e estava um horror!!
      Não consegui largar a história e tive que procurar a versão original.
      Quero muito ler outros livros dele no futuro.
      Beijos!

  2. Olá, Annie.

    Nunca li nenhum livro desse autor, sinceramente as histórias que Nicholas Sparks escreve, não faz muito o meu estilo literário, mas como sempre, é bom abrir portas para novas experiências.

    Obrigada pela resenha.

    Abraços.

    1. Oi Ruby,
      Eu nunca gostei de romances então sempre virei a cara para esse tipo de livros. Quando decidi ler Nicholas Sparks, esperava um romance chato, mas acabei me apaixonando pela história. Se acabar lendo algum dia me conta como foi a experiência.
      Beijos!

  3. Oi Annie, tudo bem?
    Também foi minha primeira experiência com o autor, e eu amei muito essa história. Fiquei profundamente comovida com a história de Ronnie e do pai dela. O filme, inclusive, diminuiu muito isso e focou demais no romance. 🙁
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    Tá rolando sorteio de Warcross, da Marie Lu, no Instagram. Participe! <3

    1. Oi Priih! Tudo ótimo!!
      Eu assisti o filme antes de ler o livro e não havia curtido muito. Não sou nem um pouco ligada em filmes de romance.
      Acho que o filme deixou completamente de lado a relação de Ronnie com o Pai, ficou muito no segundo plano.
      Beijos!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *