Resenhas

A Última Vampira – Whitley Strieber [Resenha]

4 de abril de 2018

Sinópse: Seu nome é Miriam Blaylock, a vampira mais sedutora e perspicaz que a literatura já conheceu. A única desta raça que vive como qualquer ser humano, jamais se escondendo. Por séculos ela viajou o mundo sem ser reconhecida, levando uma vida completamente normal, gozando dos prazeres da vida eterna sem nada para atrapalhar. Mas agora essa terrivelmente bela criatura virou a obsessão desse caçador de vampiros. Ele percorrera o mundo todo atrás dela e só considerara sua missão completamente finalizada quando conseguir exterminá-la.

Título: A Última vampira (The Last vampire)

Autor: Whitley Strieber

Editora: Ediouro

Páginas: 416

Adicione no Skoob

 

 

A Última de sua espécie

Infelizmente, quando comprei A Última vampira eu não sabia que se tratava do segundo livro da série “Fome de viver”. Porém, isso não me impediu de ter uma ótima leitura nem de entender o rumo da história. Consegui os outros livros da série apenas no idioma original e em ebook. Entretanto, o autor altera um pouco a história entre um livro e outro, fazendo com que não pareça uma série. A última vampira trás uma nova versão para a origem de uma de minhas lendas favoritas.

Os vampiros foram os primeiros seres “humanoides” da terra e alimentavam-se dos animais. Os animais foram evoluindo e chegaram os primeiros humanos. Esse animal diferente era delicioso para os vampiros e estes decidiram criá-los e reproduzi-los para não precisarem caçar. Aos poucos os vampiros descobriram que os humanos estavam se tornando seres inteligentes e isso dava ao sangue um efeito cada vez melhor. Então, decidiram que deixariam e ajudariam os humanos a criarem suas cidades e sua sociedade.

vampira-quotes

Era engraçado e bonitinho ver suas criaturas fazendo aquilo. Durante muito tempo os vampiros viveram nas cidades criadas pelos humanos. Eles eram faraós, imperadores, reis e rainhas, recebiam sacrifícios e eram sempre saciados. Até que um dia, os humanos começaram a temê-los e perceberam sua ameaça. Foram surgindo os primeiros caçadores e os vampiros foram forçados a viver escondendo sua verdadeira forma. Hoje, Miriam acredita ser a última de sua espécie e precisa desesperadamente procurar por outros enquanto é caçada incessantemente.

Simplesmente amei muito A Última vampira. Os vampiros reproduzem-se normalmente através do sexo (com outros vampiros) e não da mordida como em outros contos. O sangue de um vampiro torna as pessoas imortais, mas elas não são vampiros. Elas deterioram-se se não beberem sangue e nunca morrem. Preparem-se para muitos detalhes picantes (Muitos mesmo!), e para uma história de tirar o fôlego.

Uma Vampira hot?

vampira-miriam

Apesar de eu não curtir nem um pouco o gênero hot, as cenas picantes do livro não me incomodaram. Na verdade achei elas necessárias para dar aquele ar de poder sexy aos vampiros. Miriam não tem preferência sexual e se relaciona tanto com homens quanto mulheres. Apesar de estar a procura de um macho de sua espécie, ela se relaciona e gosta muito da companhia de humanos.

Miriam adquirira o hábito de arranjar amantes humanos porque estava só e eles eram satisfatórios, e o envolvimento emocional não era grande. Você encontrava um macho bonito ou uma fêmea doce e sensual – o sexo não importava para Miriam, ambos tinham seus encantos – que então seduzia com delicadeza, com suavidade, fazendo carícias com os olhos e com a mão vagarosa. Então fazia-os adormecer com hipnose, abria suas veias e enchia-as com seu próprio sangue, e a mágica acontecia; Eles continuavam jovens durante muitos e muitos anos. Você lhes dizia que os tinha tornado imortais, e eles o seguiam feito cachorrinhos.

 

É um livro muito envolvente para quem, como eu, é um grande fã da lenda dos vampiros. A última vampira é o livro mais diferente que já li no assunto e o que mais gostei de ler. É muito difícil de achá-lo, por ser um livro antigo e não ter edições novas, mas vale muito a pena conferir.

E vocês, já leram?

Beijos!!

Comentários

comentários

Only registered users can comment.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *